26.10.17

As Músicas mais populares dos anos 90 e 2000 - Nostalgia

6.9.16

Hackathon Sprinklr "Eleições 2016"


Nos dias 3 e 4 de setembro de 2016 pessoas dos mais diversos locais do país e das mais diversas especialidades se juntaram no Impact Hub (espaço de coworking) para desenvolver ideias que estimulem os cidadãos no envolvimento mais aprofundado de questões políticas e eleitorais. A multinacional Sprinklr, famosa por fazer a compra mais bem sucedida de uma startup desde a negociação da Buscapé em 2009 (Época Negócios "Ele fez do ódio um negócio" ), promoveu uma maratona hacker com o título "Eleições 2016"

Eu participei com o projeto "Política do Chef". A ideia veio do colega Rafael Campelo, que junto com sua noiva Náthalie e o amigo Neto, pensaram numa forma de educar e promover a participação dos cidadãos nas políticas públicas de sua cidade - antes, durante e depois das eleições. Nosso app usará o conceito de 'gamificação' para bonificar os usuários com doces gourmet virtuais, badges e títulos nas interações com o aplicativo. Nele, você poderá comparar propostas de governo dos candidatos, acompanhar suas 'buzz words', segmentar o que você quer ver e ser recompensado por isso. O app tem também a função de denunciar e difundir os problemas da cidade encontrados pelos usuários de modo similar ao premiado colab.re.

A nossa ideia é ótima mas não convenceu os jurados que elegeram o "Vota Certo" como o grande finalista da competição. Foram 12 grupos que apresentaram ideias curiosas, inovadoras e mesmo futuristas. Eu fiquei particularmente surpreso com as possibilidades do "Professor Política (@profpolitica) " que usa #machinelearning algorithms para responder às perguntas associadas a uma ou mais hashtags definidas. 

"Saibam mais sobre os projetos escolhidos:

1º lugar: Vota certo - O aplicativo funciona como um "Tinder" onde o usuário recebe postagens vindas do Twitter sem a informação do candidato que publicou ou de qual candidato a noticia se refere. A partir dessas informações, o usuário diz se aprova, reprova ou se é indiferente ao que é mostrado e no fim ele traz o candidato que tem mais match com as escolhas feitas. 

2º lugar: Quem vota (http://quemvota.politicahacker.org/) - Página que simula a votação de projetos na câmara de vereadores de São Paulo e contribui para informar sobre o que está em pauta, detalhes das PLs e o que os vereadores já votaram ou ainda está parado. Você pode votar nas PLs que já passaram pela câmara e ao final a página te mostra qual com quais vereadores você vota mais parecido. 

3º lugar: Meu candidato - Criação de cartas dos candidatos no estilo "yugi-oh"/super trunfo usando uma tecnologia implantada que puxa as palavras mais ditas pelos candidatos dos municípios nas redes sociais. As cartas se transformariam em um jogo onde seria possível fazer a comparação entre todos os candidatos de cada município.

Foi um fim de semana intenso e instigante. Agradeço a Sprinklr que garantiu o café, muito energético, snacks para segurar a energia e convidou massoterapeutas para momentos de descompressão. Só faltou um background musical para manter o compasso (e alguns souvenirs do evento que teriam sido super bem vindos). Parabenizo a sua equipe que foi fantástica durante todo o evento no suporte aos competidores! 


3.9.16

Alternativas ao Notepad.cc

Uma ferramenta de produtividade muito útil é o editor de texto online compartilhável. O queridinho da galera era o Notepad.cc. O serviço saiu do ar no começo de 2015 mas deixou vários irmãozinhos.

"...Alguns deles:
  1. aNotepad [anotepad.com/add]
  2. Edit Pad [www.editpad.org]
  3. iTextPad [www.itextpad.com]
  4. Junkedit [junkedit.com]
  5. JustNotepad [justnotepad.com]
  6. kl1p [kl1p.com]
  7. Memo Notepad [memonotepad.com]
  8. Notepad do RapidTables [www.rapidtables.com/tools/notepad.htm]
  9. Notepad Online [www.notepadonline.net]
  10. Notepub [notepub.com]
  11. Online Notepad 1 [note-pad.net]
  12. Online Notepad 2 [onlinenotepad.net]
  13. Padfly [padfly.com]
  14. Protected Text [www.protectedtext.com]
  15. Shrib [shrib.com]
  16. Speechnotes [speechnotes.co]
  17. Yanobs [notepad.yanobs.com/pt]
Para quem usa Notepad.cc, como é meu caso, difícil é se lembrar de alguma nota realmente importante que estivesse salva por lá para fazer backup. O site não tem um login para que possamos consultar todos as nossas anotações. Mas acho que não vou perder porque eu só usava para informações descartáveis e como extensão da área de transferência do computador.
Anotações para consulta futura, eu digito ou colo em serviços mais completos, tais como:
"

31.8.16

Congresso Internacional Expo Fórum #Digitalks - Dia 2

O segundo dia de congresso bem interessante. Começamos com:

1. Workshop Growth Marketing Conference.
"Content is king, distribuition is queen". Esta frase representa o núcleo da apresentação de
Zack Onisko (zack.onisko.com) da Hired.
Ele deu detalhes sobre estratégias de marketing de crescimento, listou 3 estágios no desenvolvimento do produto/serviço e, em seguida, apontou 5 maneiras de alavancar uma startup:

* 3 Estágios do Growth Marketing:
a. Estágio de Produto e Ajuste de Mercado;
b. Estágio de Agitação;
c. Estágio de Escalabilidade.

* 5 maneiras de alavancar uma startup:
 1. Mídia paga;
 2. Vendas de produtos/serviços ou Afiliados;
 3. Parcerias;
 4. Estratégias de SEO;
 5. Viralização.

Sabemos que não existe fórmula mágica, por isso é importante ter um planejamento claro no uso dos recursos disponíveis.
Zack elencou alguns liks úteis também:
 - Searchmetrics - Uma das mais premiadas empresas de otimização em sites de busca;
 - InVision;
 - SocialMouths;
 - Colour Lovers;
 - Creative Market;
 - BuySellAds.

2. Hacking SEO.
Clayton Wood da Identity Labs comentou algumas técnicas e ferramentas de Search Engine Optimization (SEO):
 - SEO Reseller;
 - SEM Rush;
 - Majestic;
 - Blitz Metrics.


3. Successful Facebook Ads.
Dennis Yu da Blitzmetrics trouxe um manual prático de como anunciar e gerenciar
publicidade no Facebook. Foi uma aula e está no link abaixo:
 - http://bit.ly/ddmef16



4. Conteúdo e Storytelling: como falar sério com humor.
Martha Gabriel e Antonio Tabet (Kibe Loco / Porta dos Fundos) debateram sobre carreira e geração de conteúdo, sobre o mundo corporativo e os múltiplos canais de mídia, suas liberdades, diversidade de linguagens, tons de humor e ética.


5. Marketing de Conteúdo & Inbound.
Depois do almoço, tivemos Rafael Rez da WebEstratégica trazendo insights sobre sua atuação no mercado de mídia e marketing de conteúdo.
Falou sobre duas tradições distintas em content marketing: a Escola Cleveland, capitaneada pelo CMI - Content Marketing Institute e a Escola de Boston, na figura da Hubspot Inbound.
Afirmou ainda que a mídia que converge é aquela que consegue somar mídia própria, mídia orgânica e mídia patrocinada.
Seguem algumas citações:
 "O contexto é a palavra do século XXI".
 "Apenas 3% das pessoas que acessam um #ecommerce estão no momento de decisão de compra".
 "Não basta produzir é preciso promover".
 "Conteúdo sem conversão é só publicação grátis". #quote #ChrisGoward

6. Painel Marketing de Conteúdo & Inbound.
Com a participação de Denis Chamas - Unilever - @UnileverBrasil
Elizabeth Almeida - Coca-Cola - @cocacola
Michel Lent - Agência Lent - @lent_ag
Cristina de Luca - CBN - @deluca
Rafael Rez - WebEstratégica - @webestrategica
Emília Chagas (Content Tools - @contenttoolsbr) mediou o painel que foi um bate-papo descontraído repleto de insights sobre o assunto. A atenção ao 'storytelling' norteou grande parte da conversa, sendo a 'verdade', a 'simplicidade', o 'conteúdo' e o 'contexto' as principais preocupações das marcas em suas campanhas digitais.
A necessidade de crescente do cientista de dados em virtude do domínio dos dispositivos móveis no acesso à Internet foi também apontado.
Citações:
 "Boa propaganda não salva produto ruim" #MichelLent
 "Você vai ter que usar o cérebro para ter alcance em marketing nesta era".
 "O smartphone no Brasil virou padrão de 2 anos para cá". #quote @lent_ag

Um serviço interessante da Content Tools em parceria com a Resultados Digitais é o Funil de Vendas do Marketing Digital. Ele te traz resultados, diagnósticos e expectativas para quem já faz marketing digital e também para quem pretende fazer.


7. Desafios e estratégias para estimular downloads e atividade de usuários em aplicativos móveis.
Flávio Tâmega Fernandes nos apresentou a Cheetah Mobile. É conhecida no Brasil, principalmente, por causa de seus app's para celulares 'Clean Master' e 'Battery Doctor', é também responsável por aplicativos que fazem grande sucesso entre os 'milleniums' como Piano Tiles e Musical.ly.

Só para ilustrar, durante a palestra foi citado também o premiadíssimo aplicativo de informação instantânea e notícias "News Republic" que faz boa concorrência com os queridos "Feedly" e "Flipboard".

8. GeoMarketing.
Raphael Daolio, do indispensável aplicativo Waze, demonstrou como oferecer publicidade relevante em tempo real. Em resumo: Geomarketing = localização + precisão + relevância.
Algumas estatísticas:
 "Mais de 9 milhões de usuários Waze no Brasil".
 "Waze é o 6º aplicativo mais baixado no Brasil".
 "Brasil é 2º maior mercado Waze do mundo".
 "São mais de 15 milhões de usuários Waze nos EUA".
 "Apesar do crescimento anual de 2 dígitos do #ecommerce, mais de 80% das vendas ainda são no mundo físico".

9. Cinco estratégias de Growth Hacking para Mobile.
Julian Geffriand da 99Taxis deixou muitas dicas. A maioria são tão simples que parecem óbvias. É ótimo ter alguém para nos abrir os olhos, veja:

* Princípios Básicos do Crescimento:
   1. Tudo é interdependente;
   2. Experimente todas as possibilidades;
   3. Testes A/B.

* Time dos Sonhos do Crescimento:
   1. Líder produtivo, analítico e criativo;
   2. Desenvolvedor Fullstack;
   3. Marketeiro Digital;
   4. Analista de Dados.

Preste atenção nestas frases, elas podem dizer mais do que esperamos:
 "Crescimento é trabalho duro".
 "Viralidade é um dos muitos bons comportamentos que você deve encorajar".
 "O incentivo certo pode fazer milagres".
 "Ninguém sabe o que vai funcionar, só dados podem dizer".
 "Seja oportuno e mova-se rapidamente".
 "Olhe debaixo de cada pedra".
 "Faça coisas que não pode escalar. Se eles funcionam você vai encontrar uma maneira de escalá-los".
 "Concentre-se em coisas que não são possíveis dimensionar".
 "Faça a vida do usuário a mais fácil possível".

10. Netnografia e comportamento humano no digital.
Valéria Brandini, pesquisadora da USP, utiliza a netnografia como meio de pesquisa. Ela considera o método a 'semiótica da cultura digital'. Começou sua exposição nos lembrando "Da invenção da roda ao Grande Colisor de Hádrons (LHC - Large Hadron Collider)".
Ela ia falando e eu vinha me lembrando... Escrevi, "há priscas Eras", sobre a Oralidade e os Weblogs na monografia "Paradigma Informacional" onde tratei da mudança de 'behaviors' e 'mind sets' e do texto do Cientista Político Manuel Domingos, "A Falsa Aceleração do Tempo", em que trata de tecnologia e percepção.
Pontuei algumas de suas falas:
 "Nós últimos 100 anos evoluímos mais em tecnologia do que em 2 mil anos".
 "Se a marca comunica valores (comportamentos), o produto (eu) tende a querer replicar estes valores".
 "O consumidor está se comportando como marcas".

Aqui complemento dizendo que também as marcas estão cada vez mais se comportando como pessoas. Ela confirma isso a seguir:
 "As marcas estão cada vez mais engajadas em causas sociais".
 "A profundidade da legimitidade da causa é o que provoca o engajamento".

11. Mobile e Jornada do Consumidor.
Mitch Gavril da Sociomantic encerrou o dia. Eu estava over de informação e não lembro de nada. Mas confira o infográfico feito pela empresa dele sobre a cena #mobile no Brasil:
https://www.sociomantic.com.br/infografico-mobile-br/




Por fim, deixo o convite para você permanecer atualizado acompanhando os canais Digitalks e visitar o site oficial do Expo Fórum Digitalks 2016.
#GrowthMarketingConf

30.8.16

#ManifestoÁgil #agile #devops #scrum


original em inglês

 

Manifesto para o desenvolvimento ágil de software

Estamos descobrindo maneiras melhores de desenvolver software fazendo-o nós mesmos e ajudando outros a fazê-lo. Através deste trabalho, passamos a valorizar:
  1. Indivíduos e interação entre eles mais que processos e ferramentas
  2. Software em funcionamento mais que documentação abrangente
  3. Colaboração com o cliente mais que negociação de contratos
  4. Responder a mudanças mais que seguir um plano
Ou seja, mesmo havendo valor nos itens à direita, valorizamos mais os itens à esquerda.
  1. Kent Beck
  2. Mike Beedle
  3. Arie van Bennekum
  4. Alistair Cockburn
  5. Ward Cunningham
  6. Martin Fowler
  7. James Grenning
  8. Jim Highsmith
  9. Andrew Hunt
  10. Ron Jeffries
  11. Jon Kern
  12. Brian Marick
  13. Robert C. Martin
  14. Steve Mellor
  15. Ken Schwaber
  16. Jeff Sutherland
  17. Dave Thomas
Os doze princípios do software ágil

Princípios por trás do Manifesto Ágil #agile #devops


original em inglês
Nós seguimos os seguintes princípios:
  • Nossa maior prioridade é satisfazer o cliente, através da entrega adiantada e contínua de software de valor.
  • Aceitar mudanças de requisitos, mesmo no fim do desenvolvimento. Processos ágeis se adequam a mudanças, para que o cliente possa tirar vantagens competitivas.
  • Entregar software funcionando com freqüencia, na escala de semanas até meses, com preferência aos períodos mais curtos.
  • Pessoas relacionadas à negócios e desenvolvedores devem trabalhar em conjunto e diáriamente, durante todo o curso do projeto.
  • Construir projetos ao redor de indivíduos motivados. Dando a eles o ambiente e suporte necessário, e confiar que farão seu trabalho.
  • O Método mais eficiente e eficaz de transmitir informações para, e por dentro de um time de desenvolvimento, é através de uma conversa cara a cara.
  • Software funcional é a medida primária de progresso.
  • Processos ágeis promovem um ambiente sustentável. Os patrocinadores, desenvolvedores e usuários, devem ser capazes de manter indefinidamente, passos constantes.
  • Contínua atenção à excelência técnica e bom design, aumenta a agilidade.
  • Simplicidade: a arte de maximizar a quantidade de trabalho que não precisou ser feito.
  • As melhores arquiteturas, requisitos e designs emergem de times auto-organizáveis.
  • Em intervalos regulares, o time reflete em como ficar mais efetivo, então, se ajustam e otimizam seu comportamento de acordo.
Manifesto ágil